Existem várias teorias sobre a origem do café, mas até hoje nenhum estudo conseguiu apurar em que momento a bebida passou a ser consumida e incorporada à rotina dos humanos. Uma lenda do século VI, acredita que um criador de cabras chamado Kaldi foi o responsável por encontrar os primeiros grãos de café.
Kaldi ficou aflito por algumas de suas crias terem se perdido do rebanho. Assim, o pastor passou a procura-las e as encontrou à beira de um arbusto com pequenos frutos avermelhados. Após devorarem as frutas, os animais ficaram agitados e alegres. Assustado com o ocorrido, o pastor colheu alguns grãos que encontrou e enviou aos monges de uma região próxima para que pudessem analisar o conteúdo. Os monges, por sua vez, queimaram e esmagaram os grãos, realizando, em seguida, sua infusão, por conta do cheiro agradável das pequenas frutas.
Tomando o preparado, os religiosos perceberam que a ingestão do café se mostrava bastante útil para realizar longas orações, leitura de obras e tradução de textos antigos. Ao notarem os efeitos da bebida, os monges etíopes se tornaram, provavelmente, os pioneiros no processo de fabricação e consumo do café.
Com o passar do tempo, a bebida se popularizou no mundo oriental e passou a ser incorporada aos hábitos de vários povos árabes. Mesmo com boa recepção, havia aqueles que torciam o nariz, como os muçulmanos ortodoxos que, por exemplo, acreditavam que a bebida era tóxica e que não poderia ser consumida pelos verdadeiros seguidores de Alá.
Na Europa, no fim do século XVIII, o rei sueco Gustavo III tentou comprovar os efeitos da bebida: um de seus presos bebia doses diárias de chá e outro, de café. O prisioneiro que consumiu o café acabou sendo o último a falecer.
Após ficar conhecido pela Europa nos dois primeiros séculos da Era Moderna, o café atravessou as águas do oceano Atlântico. O capitão francês Gabriel-Mathieu de Clieu foi quem plantou a primeira muda das Américas, na ilha da Martinica, na década de 1720. Por volta de 1730, o grão chegou ao Brasil por meio de uma missão secreta enviada à Guiana Francesa. Já na segunda metade do século XVIII, as primeiras plantações de café surgiram no sudeste do Brasil.
Alguns historiadores acreditam que a palavra café tenha surgido de Kaffa, suposto local de origem da planta, outros sustentam que o termo provém da palavra árabe qahwa que significa vinho.

E você, no que acredita? Conhece outras lendas sobre o café? Conta pra gente!